Por Luiza C. de Azevedo Ricotta

Pensar a vida das famílias na atualidade é rever padrões que foram alterados. Com isso a incerteza tomou conta, a dúvida de estar fazendo certo e conduzindo os seus membros para um caminho de crescimento.

Muitos filhos estão distantes dos seus pais, não necessariamente na convivência e sim na aceitação dos valores que estes procuram passar. Sendo questionados a todo tempo, como que persuadidos a modificar aquilo que pretendem instituir na base familiar.

A tarefa de humanizar a vida está como missão atual das famílias. Trazer para dentro desta convivência os princípios fundamentais que garantem a harmonia e a pacificação. Trata-se de transmitir valores humanos universais. Os mesmos aqui no Brasil, no Japão, Londres, Bélgica, Espanha.  É o que nos torna universais e hábeis para um futuro viável em sociedade. É o princípio que combate a violência, tão marcante em nossos dias e presente nas relações familiares de onde se poderia duvidar ser possível.

Qualquer cidadão acompanha a incidência da violência que tem sua nascente na convivência familiar. Isto se dá em razão da interface, a fusão entre o mundo social extrafamiliar e a estrutura e formação oferecidas na intimidade do grupo familiar, interna e íntima. Trata-se do dialogo entre o que a sociedade aponta como possível de ser vivido e o que está de acordo com os princípios e formação de determinada família. Com isso criam-se os contrastes entre o externo e o interno da família. Onde se chocam o modo como conduzem a formação, regras e estrutura e no modo como tais filhos reagem às influencias vindas do ambiente social que procuram incorporar na vida familiar. É um verdadeiro exercício de flexibilidade, quebra de autoridade, muitos benefícios aos filhos que se acostumaram a ter tudo disponível em face de pais que buscaram oferecer o máximo de conforto e poder de aquisição aos seus membros, tanto que a confusão entre o que é ser uma pessoa de sucesso reside na dúvida comentada socialmente: – é ter uma casa bonita em um bom bairro, ter um relógio, caneta e perfumes importados, celular de última geração, trocar de carro todo ano, ter as roupas de marca – enfim sinais de riqueza que informam o sucesso financeiro?

O sucesso pessoal tende a ser aquele que oferece à pessoa condições de fazer boas escolhas e decisões, bem como arcar com consequências.  Validando a decisão tomada, tomando o viés concreto da realização daquilo que antes era uma aspiração e poder tornar-se efetiva. De outro modo são apenas conjecturas, exercício da fantasia de como teria sido optar por outro caminho. O que não ocorreu acaba deixando de ser a experiência vivida e foi parte do seu processo decisório. Que lhe promoveu a opção efetiva.  É na consequência que se vive a comprovação exata de uma ideia, sentimento e emoção vivida.  Tendo como respaldo uma boa formação, caráter, ética, valores pessoais determinantes que o coloquem em condições de organizar e dimensionar a sua vida. Que possa ser empreendedora e fazer uso da inteligência com a máxima integridade possível. Que tenha cultura e disposição para tal, abertura para o conhecimento. Pois tais atributos são os que verdadeiramente levam a riqueza tanto do Ser quanto a material, que por fim tornam-se consequência natural de pessoas criativas, produtivas e que tem o que oferecer. Logicamente ao interagir, encontrando pessoas na mesma sintonia, conseguem por fim estabelecer uma rede positiva de pessoas.

LUIZA CRISTINA DE AZEVEDO RICOTTA
Psicóloga CRP 06/26715. Professora Universitária.
Palestrante. Treinamentos. Autora de livros. Conteudista.
Trabalha com Desenvolvimento e Formação de Profissionais da área pública e privada.
Página no facebook:LuizaRicottaConsultoriaemPerformance
Email: luizaricotta@hotmail.com

Escrito por Focados

Site dedicado as pessoas que desejam aprender e aperfeiçoar conhecimentos com foco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s