Por Francisney Liberato

Quem quer ser jovem? Sabe-se que as pessoas buscam a cada dia uma supra valorização da aparência, principalmente nos dias atuais. A cantora Madonna (58 anos) utiliza tratamento à base de oxigênio para ter uma feição mais nova.

Existem diversas pesquisas sobre o assunto da juventude, por exemplo, pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Erasmus, na Holanda, descobriram que um tipo de gene (MC1R) rejuvenesce, no mínimo, dois anos das pessoas.

Mas, o objetivo do artigo não é demonstrar técnicas de rejuvenescimento, e/ou de como melhorar a aparência, mas sim, outra forma de se tornar jovem.

O criador da teoria da separação dos poderes, Montesquieu, que foi político, filósofo e escritor francês disse: “É preciso estudar muito para saber um pouco.”

Estudar é uma forma de não deixar o cérebro atrofiar. E quanto mais se dedica ao aprendizado, mais é perceptível que se sabe pouco. Não importa se é rico, pobre, negro, branco etc., pois é com o aprendizado que as pessoas se tornam iguais e mais jovens. É com conhecimento que podemos sonhar, imaginar, viajar, aprender outras línguas, enfim, e não deixar que o intelecto envelheça.

Outro ponto a considerar é evitar o estudo exagerado. Utilizar carga absurda de muitas horas por dia desequilibra, prejudica e sobrecarrega outras dimensões da vida que necessitam ser exercitadas como: aspecto físico, espiritual e emocional.

Destaca-se o caso de Edson Gambuggi que formou em medicina aos 82 anos de idade, em uma universidade de São Paulo. Ele afirma que: “Foi a consolidação de um objetivo de quatro, cinco décadas” e “Enfrentei grandes dificuldades, sofri. A faixa etária nem sempre é condizente com a nossa realidade. Se não fossem os empurrões da vida, acho que eu não conseguiria.” Que exemplo, principalmente, para os que ainda não despertaram seus pensamentos para o aprendizado.

Infelizmente o Brasil está entre os piores países na área da educação. Da prova realizada com 70 países pela OCDE/Pisa/2015, divulgado em dezembro/2016, o Brasil ficou em 63ª lugar em ciências, 59ª lugar em leitura e no 66ª lugar em matemática.

Conclui-se que devemos ter o cuidado com a aparência, mas, sobretudo, devemos priorizar o estudo com a finalidade de evitar o envelhecimento precoce do cérebro, sendo assim lembre-se: “É preciso estudar muito para saber um pouco.”

Francisney Liberato Batista Siqueira é palestrante, professor, coach e mentor, advogado e contador, auditor público externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso e secretário de controle externo. Coautor dos Livros: Concurso Público: Polêmicas e Jurisprudências do STF, STJ e Tribunais de Contas; Aspectos Polêmicos sobre Concurso Público e Direito dos Concursos Públicos: Instrumentos de Controle Interno e Externo.

E-mail: francisney@hotmail.com / facebook.com/francisneyliberato  instagram.com/francisneyliberato  /  www.focados.com.br

Escrito por Focados

Site dedicado as pessoas que desejam aprender e aperfeiçoar conhecimentos com foco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s